Sindicato dos Metalúrgicos apresenta pesquisa sobre a Lei de Cotas

Números mostram como anda a inclusão profissional na região de Osasco.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Um auditório repleto de pessoas com um palestrante. Fim da descrição.
Evento reuniu especialistas em Osasco (Foto: Divulgação)

Na última semana, o Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região apresentou a pesquisa sobre a Lei de Cotas, com os números da inclusão de profissionais com deficiência no setor metalúrgico da região.

A pesquisa já tradicional mostra a realidade de Osasco e região quando o assunto é inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Com resultados colhidos em 100% das empresas do setor o Sindicato pode, além de resolver problemas pontuais, buscar parceiras com entidades e entes públicos para ampliar e melhorar ainda mais estes índices de inclusão.

A pesquisa ainda tem sido usada como ferramenta de fiscalização de órgãos como a Secretaria Regional do Trabalho que buscam na pesquisa divergências para atuar de forma mais eficiente nas suas fiscalizações e combate às irregularidades.

Na ocasião, foram levantados Os que são orgulho e referência nas contratações de qualidade têm empregados com deficiência atuando nos setores de fundição, forjarias, fabricação de máquinas, computadores, produtos de autopeças para carros, caminhões, ônibus, entre várias atividades típicas do dia a dia da metalurgia.

A pesquisa em curso é compromisso do Sindicato e das empresas com a superação do preconceito, para que no futuro as contratações sejam regidas pela capacidade dos candidatos e não pela sua aparência ou restrição de órgãos e membros.

 

Projeto institui fundo em favor das pessoas com deficiência

Live Transcribe: App traduz voz para ajudar pessoas com deficiência auditiva

App Modelo com autismo faz sucesso nas redes sociais

 

 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.