O maior presente do mundo

Descrição da imagem #pracegover: Foto de uma pessoa segurando uma criança no colo. Elas estão na beira da praia e ao fundo vemos o pôr do sol, em um céu alaranjado. Fim da descrição.

Uau, o ano passou num piscar de olhos! 

2020 tirou de nós quase todos os momentos de confraternização entre família e pessoas queridas: Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Avós, Dia dos Pais, Dia das Crianças…

Enfim dezembro chegou e com ele aquele sentimento indescritível de GRATIDÃO por estarmos aqui, vivos, potentes, seguindo firmes em nossos propósitos; fortalecidos em nossos sonhos e projetos de vida, ainda que os aprendizados causados pelas intempéries nos tenham feito repensar posicionamentos e traçar novos planos, em alguns casos, literalmente trilhar caminhos totalmente diferentes dos previstos até aqui.

Que coisa boa é poder ressignificar e seguir fortalecido, concorda?

No final das contas, o que importa é que hoje somos conscientes de que nada mais será como antes… E sim,  é vital ativarmos a capacidade de percepção do mundo e das pessoas. Estreitar e fortalecer os vínculos afetivos com àqueles que de fato fazem diferença em nosso caminhar.

Estudar e buscar saber sempre mais para ser a melhor versão de nós mesmos. Investir na qualidade do tempo que destinamos à formação das nossas crianças  e adolescentes, aos companheiros e companheiras, à família e amigos. É apenas isso o que resta na hora da partida…

Simmmm, nada pode ser mais importante do que estar com as pessoas que amamos. E quando somos impedidos disso, talvez fique ainda mais claro compreender quão glorioso é investir nessa troca transformadora, diária, contínua, repleta de desafios, mas indescritível para a evolução humana.  

As relações familiares nos moldam para lidar com todas as questões da vida!

É em casa que aprendemos a estabelecer vínculos respeitosos e gentis com as pessoas, meio ambiente, animais e com o mundo. E também nos apropriamos dos primeiros referenciais e padrões comportamentais e emocionais que norteiam a nossa trajetória, colaborando ou não para a autoestima, autocontrole, empatia e outras competências socioemocionais fundamentais para que tenhamos recursos necessários, nobres e suficientes para lidar com as adversidades comuns à existência e sobreviver com significância. 

É na família que encontramos os maiores e mais especiais motivos para viver com plenitude e construir memórias afetivas que no futuro acalantem nossas almas e nos façam sentir o quanto vale a pena viver, simplesmente porque somos amados. 

Infelizmente, a maioria dos casos de crianças, adolescentes e pessoas que mergulham na depressão e não conseguem sair dela é o fato de não se sentirem amadas. Pense nisso!

Aprenda a não julgar o comportamento do outro. Todos temos dores e feridas que nem sempre cicatrizam. Seja gentil!

A vida é um sopro!  Aproveite cada instante!

Ame intensamente e aceite a condição real das pessoas! Entenda que em tudo há um motivo e uma razão especial para aprendermos e refinarmos nossos saberes. E o que vale mesmo são as potencialidades, o lado vem de tudo e todos… O ruim perece por si só! Foque a luz, o perdão e a esperança de mudanças revigorantes!

É a diversidade que torna a vida rica, curiosa e extraordinária!

Às vezes, o caos se instala sem pedir licença, nos tira da zona de conforto, nos mobiliza ou imobiliza sem limites e numa fração de segundos a história se transforma.  Perdemos o chão, perdemos pessoas que amamos, perdemos o emprego, perdemos todo o investimento de um projeto, perdemos o rumo, perdemos a noção de tempo e espaço, e por mais dolorido que seja para alguns, para milhares de outras pessoas é humilhante, degradante, devastador nos aspectos emocionais, psicológicos, físicos e morais. 

AGRADEÇA as oportunidades maravilhosas que você tem! Olhe além dos muros!!!

E viva da melhor forma que puder. Esqueça as receitas. Acredite em tudo de especial que há dentro de você! Divirta-se com as pequenas coisas do cotidiano. Mergulhe no sorriso e no olhar de quem você ama. E lembre-se de sorrir  e alegrar-se simplesmente por estarem juntos! 

E quanto ao Natal, perceba que a sua maior expressão está no amor, puro, cristalino e intenso. Juntar um montão de gente neste momento não parece apropriado e isso também e amar e respeitar. 

Os presentes materiais perecem no tempo, mas a essência, o abraço gostoso, ainda que virtual, os mimos, encantos, o sentimento verdadeiro e o brilho nos olhos seguem conosco no coração, estejamos aonde estivermos.

O maior presente do mundo é o amor que há em você! Compartilhe e transcenda!

Vamos juntos? É preciso cuidar das pessoas para transformar o mundo.

Com amor,
Roberta Borges 🌷

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.