Equoterapia ou ecoterapia: entenda o significado das nomenclaturas

Descrição da imagem #pracegover: Foto de um menino alimentando um cavalo. Fim da descrição.
Você sabe qual a diferença entre equoterapia e ecoterapia? (Foto: Rebecca Martins)

Quantas vezes na equoterapia recebemos indicações, encaminhamentos, e encontramos a escrita ecoterapia por parte das famílias, praticantes, profissionais, governos e em materiais de mídia.

Equoterapia é a mesma coisa que ecoterapia?

– Não! São metodologias distintas, porém que se assemelham na pronúncia causando a confusão na escrita e nos princípios.

Ecoterapia, em princípio, é uma palavra relacionada com o habitat e a terapia, envolvendo a energia, palavras e a sintonia da essência da natureza para a busca do equilíbrio do corpo, da mente e do espírito. Busca a cura da alma e o resgate.

Suas metodologias envolvem exercícios de relaxamento, descontração, busca interior, onde a pessoa aprende a lidar com os medos, dificuldades, emoções, traumas, entre outros.

Alguns psicólogos utilizam a ecoterapia para tratamentos baseados na psicanálise, relacionando o efeito da natureza para benefício da saúde mental. Em pesquisas concluíram que as pessoas apresentavam melhoras significativas quando em contato com a natureza. Existem abordagens terapêuticas que envolvem a ecoterapia, como horticultura, exercícios em contato com a natureza, entre outras práticas experienciais.

A equoterapia com QUO, é uma metodologia que utiliza o cavalo numa abordagem interdisciplinar, transdisciplinar e multidisciplinar nas áreas da educação, equitação e saúde buscando melhorias biopsicossociais.

A palavra equoterapia foi criada e registrada pela ANDE-BRASIL – Associação Nacional de Equoterapia, ao qual caracteriza práticas que utilizam o cavalo nas áreas de habilitação e reabilitação voltadas às pessoas com deficiência mais comumente.

A prática também pode ser utilizada para dificuldades, distúrbios e transtornos de aprendizagem, e casos emocionais voltados à saúde mental.

A equoterapia é composta por uma equipe multidisciplinar utilizando o cavalo como recurso terapêutico. Essa equipe pode ser composta de fisioterapeutas, psicólogos, pedagogos, psicopedagogos, terapeutas ocupacionais, psicomotricistas, fonoaudiólogos, médicos, entre outros profissionais com formação na metodologia.

Às vezes também encontramos como indicação ou encaminhamento para a equoterapia por profissionais, famílias e governo outros nomes que fazem parte do programa dentro da equoterapia. 

Para a elegibilidade na equoterapia, o médico autoriza por atestado de saúde em aptidão para a prática, após o atestado de saúde a equipe realiza uma triagem para efetivação de indicação na equoterapia, porque existem casos de indicação e contraindicação para a prática.

Entre as abordagens metodológicas existem várias práticas direcionadas a cada praticante na equoterapia em múltiplas intervenções terapêuticas. Desde atividades no solo como em montaria.

Sempre respeitando a expertise da formação dos profissionais na área da equoterapia para a realização com segurança e ética na metodologia.

“Se o risco é maior que o benefício, não é equoterapia”

Publicidade
Portal Acesse

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.