Eleições 2020: entrevista com Sonny Pólito

Descrição da imagem #pracegover: Foto de Sonny Pólito. Ele é um homem moreno e careca. Sonny está vestindo uma camiseta verde e nela está escrito, em letras brancas: Bengala Verde, com o logo que é formado por um olho. Sonny está sorrindo. Ele segura sua bengala com a mão esquerda. Fim da descrição.
O candidato a vereador Sonny Pólito (Foto: Reprodução)

Disputando pela primeira vez um cargo político, o empresário Sonny Pólito, 40 anos, é um dos integrantes do mandato coletivo ‘Todos pela acessibilidade’, formado por Bruno Beraldin, que é tetraplégico; Carolina Paraguaçu, que tem malformação congênita; por Selma Rodeguero, que é paraplégica; e Fátima Lima, que tem esclerose múltipla.

Formado em Comunicação Social, Sonny tem deficiência visual desde os 10 anos de idade e pretende atuar em defesa dos direitos das pessoas com deficiência. 

Confira a entrevista exclusiva com Sonny Pólito:

Descrição da imagem #pracegover: Foto dos cinco integrantes do grupo Todos pela acessibilidade. Da esquerda para direita Dois cadeirantes na frente e três pessoas em pé atrás. Com cadeira de rodas manual no lado esquerdo da foto está Selma, de camisa branca, cabelos curtos e loiros. Ao lado com cadeira motorizada, está Bruno, de óculos e barba, com camisa pólo azul clara. Atrás da Selma está Carol, de óculos, com sorriso, cabelos encaracolados. Entre Selma e Bruno, em pé, atrás, está Sonny, careca, de óculos escuros e segurando uma bengala na mão direita. Ao lado do Sonny, na direita da foto, está Fátima, cabelos para trás e caídos nos ombros, está vestindo blusa branca e calça florida. Atrás de todos estão os prédios da avenida Paulista. O dia está ensolarado. Fim da descrição.
Todos pela acessibilidade: Selma Rodeguero, Bruno Beraldin, Carolina Paraguaçu, Sonny Pólito e Fátima Lima (Foto; Divulgação)

Quando surgiu o interesse em ingressar na política e a disputar um cargo público?
Sonny Pólito: Meu interesse de entrar na política surgiu a partir de um convite do Cid Torquato, secretário municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo e do Bruno Beraldin. Eles me convidaram para fazer parte do coletivo ‘Todos pela acessibilidade’. Eu sempre acreditei que o caminho para que as pessoas com deficiência pudessem ter representatividade seria pela união. Olhar nosso coletivo com pessoas diferentes, com outras deficiências, me chamou muito atenção e ser convidado para representar as pessoas com deficiência visual me deixou muito feliz. Ainda mais numa cidade tão grande e tão importante como São Paulo.

Quais as principais bandeiras defendidas por você nesta campanha?
Sonny Pólito: Minhas principais bandeiras dentro do coletivo são voltadas às pessoas com deficiência. Vou lutar para levar a representatividade das pessoas com deficiência visual e também pretendo melhorar a experiência de consumo das pessoas com todos os tipos de deficiência no varejo, porque as pessoas com deficiência dependem de outras pessoas para ajudarem elas a fazer compras. Por isso, todos os estabelecimentos de médio e grande porte devem ter profissionais treinados para ajudar pessoas com deficiência. Outra bandeira que apoio é a da empregabilidade e também tem a questão da mobilidade, que precisa melhorar. Todos têm o direito de ir e vir. As cidades de primeiro mundo têm sinais sonoros para ajudar pessoas cegas a atravessar a rua, por exemplo. Também me preocupa muito a questão da educação, porque os estudantes com deficiência precisam ter acesso ao conhecimento e à uma escola de qualidade.

Quais suas expectativas em relação ao cargo?
Sonny Pólito: A expectativa é muito grande, melhor impossível, porque ter esse coletivo e estar do lado de pessoas preparadas para discutir o que de fato precisa ser feito é importante para garantir a representatividade. Nós sentimos na pele as dificuldades e acho que isso vai fazer uma grande diferença dentro da câmara dos vereadores. Antigamente tinha pessoas que lutavam por nós e hoje nós, pessoas com deficiência, queremos ir fazer para que tudo aconteça da melhor forma possível e da forma mais correta para fazer a diferença na vida das pessoas.

Fale um pouco sobre sua atuação junto a entidades que atendam pessoas com deficiência.
Sonny Pólito: A minha relação com as entidades sempre foi muito boa. Atualmente faço parte do ‘Retina São Paulo’, representado pelo ‘Bengala Verde Brasil’, que é um movimento muito grande que atingiu o Brasil inteiro e existe em 16 países. Desde o final de 2016, fui convidado para liderar esse movimento de pessoas com baixa visão. Hoje as pessoas cegas se identificam através da bengala branca e as pessoas com baixa visão se identificam através da bengala verde. Eu fico feliz em levar esse projeto porque ele deu dignidade e independência para essas pessoas através do ‘Movimento da bengala verde’, com a aprovação da lei da bengala verde em mais de dez municípios. Estamos falando de 6 milhões e meio de pessoas com deficiência que tem baixa visão. Então eu fico muito orgulhoso de poder ter feito esse trabalho, que me abriu portas e me trouxe a esse coletivo como representante das pessoas com deficiência visual.

Quem são suas referências políticas?
Sonny Pólito: A minha referência na política é meu avô, que foi vereador na cidade de Carapicuíba (SP). Sempre me espelhei muito no que meu avô fez na carreira dele. Infelizmente ela não está mais aqui. Mas, tenho muito orgulho de carregar comigo o legado dele e tenho certeza que ele está me olhando hoje e torcendo por mim. Há exatamente 50 anos ele foi eleito vereador. Agora, 50 anos depois, estou concorrendo e se Deus quiser vou ter o mesmo sucesso que ele.

Como pessoa com deficiência, atualmente, você se sente representado pelos políticos já eleitos?
Sonny Pólito: A única pessoa que sinto que me representa na política é a Mara Gabrilli. Ela sempre levanta a bandeira e está disposta a ajudar as pessoas com deficiência.

Você pode saber mais sobre o ‘Todos pela acessibilidade’ no Instagram.

Amanhã você irá conhecer Priscilla Selares. Não perca!

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.