Dia Internacional das Línguas de Sinais: Libras para todos

Descrição da imagem #pracegover: Ilustração do símbolo da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Nele estão duas mãos, sobrepostas. Elas são brancas. A imagem tem um fundo azul. Fim da descrição.
Símbolo da Língua Brasileira de Sinais (Imagem: Reprodução)

Hoje é comemorado o Dia Internacional das Línguas de Sinais, idealizado em comemoração ao dia de criação da Federação Mundial de Surdos (1951). A data é uma das comemorações que marcam o mês como Setembro Azul ou Setembro Surdo e é um convite para que todos possam se comunicar em Libras. No sábado, 26, será comemorado o Dia Nacional dos Surdos.

Com a explosão das transmissões ao vivo pela internet durante a pandemia, além de acompanhar artistas que admiram, as pessoas passaram a prestar atenção em um outro detalhe: os intérpretes da língua de sinais.

Se engana quem pensa que a língua de sinais é algo de interesse exclusivo dos surdos ou de quem convive e trabalha com eles. Este pensamento acaba por excluir, ainda mais, cerca de 5% da população brasileira, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No Brasil, são mais de 10 milhões de pessoas com deficiência auditiva, das quais 2,7 milhões possuem surdez profunda e que utilizam, em sua maioria, a língua de sinais para se comunicar.

Língua de sinais no mundo

Você sabia que cada país possui a sua própria língua de sinais? No Brasil, a Língua Brasileira de Sinais (Libras) é reconhecida como meio legal de comunicação (Lei Federal nº 10.436/2002). Mas, para que essa comunicação aconteça, é preciso que as pesssoas aprendam Libras.

A intérprete de Libras Michelle Cavalcanti, do Senac São Paulo, faz um convite: “faça um exercício de empatia e imagine que estudar Libras é algo similar a aprender um novo idioma como o inglês e espanhol, por exemplo. Consegue imaginar com quantas novas pessoas você conseguiria se comunicar?”.

Conscientização e respeito

Aumentar a conscientização sobre a importância da língua de sinais para a inclusão das pessoas surdas e promover seu uso é justamente a principal proposta do Dia Internacional das Línguas de Sinais.

Para Michelle, o aprendizado da língua de sinais por todos promoveria o respeito e a inclusão. “Se o desconhecimento das leis é algo comum para ouvintes, imagine um surdo que não foi alfabetizado adequadamente? Por isso, quanto mais a Libras for expandida melhor será para o desenvolvimento do país”, afirma Michelle.

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.