Cadeiras anfíbias garantem acessibilidade na Ilha do Mel

Descrição da imagem #pracegover: Foto da cadeira anfíbia. Ela tem peneus largos e estrutura azul. Uma mulher está segurando a cadeira dentro do mar. Fim da descrição.
Cadeiras anfíbias garantem acessibilidade para pessoas com deficiência, na praia (Foto: Divulgação SEDEST / IAT)

Com pneus adaptados e estrutura especial para garantir acessibilidade para pessoas com deficiência, as cadeiras anfíbias vêm se destacando na Ilha do Mel, cidade localizada no Litoral do Paraná.

Ideal para realização de trilhas em areia e também para banhos de mar, as cadeiras anfíbias garantem a acessibilidade para pessoas com deficiência que querem se divertir durante o verão, na cidade.

Acessibilidade na Ilha do Mel

Descrição da imagem #pracegover: Foto das cadeiras anfíbias na praia da Ilha do Mel. Ela tem peneus largos e estrutura azul. Fim da descrição.
A cadeira anfíbia tem pneus adaptados para uso na praia (Foto: Divulgação SEDEST / IAT)

Para garantir o lazer na orla da cidade, foram adquiridas quatro cadeiras anfíbias, que podem ser utilizadas gratuitamente nas praias de Encantadas e Brasília, mediante um cadastro prévio. Segundo dados da prefeitura, durante o mês de janeiro, 15 pessoas utilizaram o equipamento.

“É um sonho realizado conhecer a Ilha do Mel”, conta dona Francisca Alves de Lima, 75 anos, primeira pessoa a utilizar a cadeira anfíbio. Para ela, que é moradora de Ivaiporã, cidade no norte do Paraná, a viagem de férias foi ainda mais especial. “Essa cadeira me ajudou a andar pelas trilhas e me sinto honrada de ter inaugurado o serviço.”

Para o neto de dona Francisca, Danilo de Lima Frederico, basta pouco esforço para empurrar o equipamento pelas trilhas de areia. “A cadeira é incrível e fácil de empurrar. Conseguimos ir até a beira da praia, que era onde queríamos conhecer”, afirmou.

“Este foi um grande passo para garantir que pessoas com deficiência agora possam andar nas trilhas com areia e usufruir das praias. As cadeiras dão mais qualidade e oferecem acessibilidade para as pessoas que precisam”, conta o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo da cidade, Márcio Nunes.

Quem também utilizou a cadeira foi a jovem Gabrielli Schmitti Ferreira da Silva, de 15 anos, que tem paralisia cerebral. Segundo Suzana Maria Schmitti Ferreira da Silva, mãe da jovem, “a cadeira é muito melhor que a de rodas, que não passaria de jeito nenhum nas trilhas. O acesso seria bem mais limitado”, conta.

Áreas preservadas

Cerca de 95% da superfície da Ilha do Mel constitui uma Estação Ecológica, criada por decreto em 1982. O objetivo é a preservação e reconstituição de manguezais, restingas, brejos litorâneos e caxetais.

Os outros 5% formam o Parque criado em 2002 com o objetivo de reconstituição dos seus ambientes naturais de praia, costões rochosos, importantes remanescentes da Floresta Ombrófila Densa Submontana e de terras baixas associada à Floresta de Restinga, proporcionando a proteção integral da diversidade biológica.

As áreas de preservação possuem como entorno belíssimas praias e atrativos turísticos, como a Fortaleza de Nossa Sra. dos Prazeres, o Morro do Farol e a Gruta das Encantadas, que, ao longo dos anos, transformaram a Ilha do Mel num dos pontos mais visitados por turistas no Paraná.

PARQUES PARANÁ –A disponibilização de cadeiras anfíbias durante todo o ano na Ilha do Mel vem ao encontro do Programa Parques Paraná. O programa visa a valorização do desenvolvimento do turismo de forma sustentável nas Unidades de Conservação (UC) abertas à visitação pública.

A população dispõe de duas cadeiras na praia de Encantadas e outras duas na praia de Brasília. “Por se tratar de área de preservação, não tem acessibilidade em toda a Ilha do Mel, então as cadeiras anfíbias foram alternativas para garantir o acesso a todas as pessoas nessa Unidade de Conservação”, afirmou o diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto.

Portal Acesse

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.