Maratonista brasileira vence maratona de Los Angeles

Atleta também concorre ao prêmio de melhor atleta das Américas no mês de fevereiro.

Descrição da imagem #PraCegoVer: A maratonista Vanessa Cristina em sua bike adaptada durante maratona de Los Angeles. Fim da descrição.
A maratonista Vanessa Cristina (Foto: Daniel Zappe/CPB/MPIX)

A paulistana Vanessa Cristina de Souza, 30 anos, foi a campeã feminina da maratona de Los Angeles, nos Estados Unidos, no domingo, dia 8 de março. A maratonista brasileira completou a prova em 1h59min51 e foi a oitava colocada na classificação geral. A atleta compete pela classe T54, para cadeiras de rodas. 

“Foi uma maratona dura, mas estou feliz com o resultado. Fiquei um pouco perdida, porque estava escuro. Não foi minha melhor marca, mas era esperado pois no percurso de Los Angeles tem umas subidas que aumentam a dificuldade da prova”, comentou Vanessa, que amputou a perna esquerda em 2014, devido a um acidente de moto.

Há 15 dias, no domingo, 23 de fevereiro, Vanessa também foi campeã da maratona de Sevilha, na Espanha. No continente europeu, ela completou a prova em 1h40min23. Sua marca foi 37s superior ao índice estabelecido pelo Departamento Técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) como critério de convocação para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Prêmio melhor atleta das Américas

Descrição da imagem #PraCegoVer: A maratonista Vanessa Cristina. Ela está em sua cadeira de rodas. Vanessa é uma mulher negra, de cabelos pretos, compridos. Ela está usando uma camiseta azul com mangas amarelas. Vanessa sorri. Fim da descrição.
Atleta concorre a prêmio internacional (Foto: Daniel Zappe/Exemplus/CPB)

A conquista em Sevilla rendeu à maratonista a indicação ao prêmio de melhor atleta das Américas no mês de fevereiro, ação do Comitê Paralímpico das Américas. A votação está aberta no site oficial da organização, até sexta-feira, dia 13 de março.

Vanessa está entre os cinco finalistas do prêmio. Confira os demais indicados:

Gersson Mejía, do Parataekwondo – atleta, da Guatemala, ganhou o ouro no Aberto da modalidade no México na classe K41 masculino (até 61kg);

Herbert Aceituno, do Halterofilismo – o salvadorenho foi medalha de bronze na Copa do Mundo da modalidade realizada em Manchester, na Inglaterra, ao levantar 170kg na classe até 59kg; 

Joe Pleban, do Snowboard – o norte-americano foi o destaque do Mundial da modalidade, no Canadá, ao conquistar duas medalhas de prata na classe snowboard-cross;

María Antonieta Ortiz, do levantamento de peso – a atleta do Chile levou o ouro na Copa do Mundo da modalidade, em Manchester (ING), ao erguer 116kg pela classe até 79kg feminino. 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.