Ouvidoria de Saúde oferece atendimento em Libras

O objetivo é melhorar o acesso dos usuários surdos, no Distrito Federal.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Entrada da ouvidoria da saúde no Distrito Federal. Dentro da sala est[a uma mulher sentada, usando um computador. Fim da descrição.
Atendimento em Libras é um projeto-piloto no DF (Foto: Breno Esaki/Secretaria de Saúde)

A Ouvidoria da Secretaria de Saúde do Distrito Federal já está oferecendo atendimento na Língua Brasileira de Sinais (Libras). O serviço está disponível desde outubro e é pioneiro nas ouvidorias do governo do DF. Visa a oferecer maior autonomia à comunidade surda e democratizar o acesso ao atendimento da Ouvidoria.

“A iniciativa surgiu das demandas de atendimento, do incentivo à capacitação profissional e da busca de melhorias no atendimento da Ouvidoria, sempre com o foco no cidadão. O objetivo é humanizar e expandir o atendimento para toda a rede de Ouvidorias de Saúde.  A ideia é democratizar o acesso ao serviço”, destaca o chefe da Unidade Setorial da Ouvidoria, Marcos Paulo Lopes.

O atendimento é um projeto-piloto e o intuito é expandir para todas as ouvidorias da Saúde. Hoje, o serviço é realizado às quartas e quintas-feiras, no período da manhã, na Unidade Setorial de Ouvidoria na sede da pasta (Setor de Áreas Isoladas Norte, bloco B, Asa Norte).

“Para conseguir atendimento, a comunidade surda precisa ser acompanhada por um familiar ou interprete. Com esse diferencial, agora fica mais fácil prestar um bom serviço e promover certa autonomia ao surdo”, ressalta a técnica administrativa e facilitadora do atendimento em libras da Ouvidoria da Saúde, Kellen Regina de Lima.

Egov

A Secretaria de Saúde, em parceria com a Escola de Governo (Egov) do DF, vem capacitando os servidores, que prestam serviços à população, no atendimento em libras. A preparação teve início em 18 de junho de 2019. Já foram treinados 60 servidores e outros 156 estão em formação.

“Os benefícios do atendimento em libras não alcançam somente o cidadão, mas, também, a quem realiza o serviço. Além do aprendizado e do conhecimento adquirido, a comunicação se torna mais clara e efetiva para ambos”, destaca a técnica administrativa e facilitadora do atendimento em libras,  Kalló Antunes.

Além do atendimento presencial, os surdos também podem ter acesso à Ouvidoria por meio da internet​. Para os outros usuários, o atendimento ainda pode ser feito por telefone, no número 162.

Números

Do início do ano até 21 de novembro, foram registradas 41.678 manifestações na Ouvidoria de Saúde do Distrito Federal. A maioria das manifestações foi feita por telefone. O setor recebeu 21.640 ligações, e o site registrou 10.712 manifestações.  

A Ouvidoria da Secretaria de Saúde do DF é considerada especializada e trabalha para facilitar o contato entre os cidadãos e o Governo do Distrito Federal. Atua no âmbito das questões que envolvam sua área de competência, como o atendimento nas unidades de saúde pública, atendimento médico, agendamento de consultas, cirurgias e exames, combate aos focos da dengue e fiscalização da Vigilância Sanitária.


Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.