Jovem autista conquista medalha de ouro na Obmep

Jovem, de 13 anos, foi um dos destaques da prova, realizada em todo o país.

Descrição da imagem #PraCegoVer: O jovem Gabriel, posa com sua medalha de ouro. Gabriel é um rapaz moreno, de pele clara e cabelos castanhos, curtos. Ele está de pé, no palco da premiação. Gabriel usa uma camiseta azul marinho e calças pretas. Ele também usa óculos de grau. Fim da descrição.
O jovem Gabriel com sua medalha de ouro (Foto: Divulgação / Obmep)

Na última semana, o jovem Gabriel Barroca, de apenas 13 anos, conquistou medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Morador de Vitória (ES), Gabriel é autista e cursa o 8° ano.

Entre os alunos do colégio onde estuda, Gabriel se destaca por sua inteligência. Entre suas habilidades, estão a capacidade de fazer cálculos de cabeça.

Para realizar a prova, Gabriel contou com uma hora extra – prevista no regulamento do exame para estudantes com deficiência –, para poder resolver todas as questões sem muita pressão.

Para Andreza Barroca, mãe de Gabriel, esse tempo a mais foi fundamental para o filho. “É muito raro ele abrir a mochila e tirar o material na escola, ele aprende pelo ouvido. Para ele é uma dificuldade muito grande justificar a resposta por escrito. Uma vez eu perguntei o motivo e ele disse que não escrevia para que as pessoas não soubessem o que ele pensa”, conta ela.

Diagnosticado com o Transtorno do Espectro Autista (TEA) aos 8 anos, Gabriel chegou a fugir da escola por causa de bullying, mas conseguiu se adaptar após ser transferido para outro turno. Segundo Andrezza, além do bullying, o filho teve que lidar com o descaso de alguns professores, que acreditavam que ele não tinha interesse pelos estudos.

“Ele não demonstrava interesse em nada. Quando se tem um filho, se pensa no futuro dele. Quando é um filho com um laudo médico, começamos a achar que não vai conseguir, ou só terá subempregos. De repente, ele mostra seu potencial, e isso prova que você está no caminho certo. O meu sonho é ver o Gabriel saindo da bolha”, conclui a mãe, orgulhosa pela conquista do filho.

Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

Em sua 14ª edição, a Obmep é destinada a estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio e foi idealizada com a proposta de estimular o estudo da Matemática, revelar talentos – incentivando seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas – e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.

Neste ano, 575 estudantes conquistaram medalhas de ouro, nas três categorias da prova: nível um (6° e 7° anos do Ensino Fundamental); nível dois (8° e 9° anos); e nível três (Ensino Médio).  

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.