Pintores com a boca e os pés apresentam mostra em São Paulo

Exposição, censura e lei de cotas: confira as novidades do Espaço da Cidadania.

0
560
Descrição da imagem #PraCegoVer: A imagem está no formato retangular, na horizontal. Um homem com deficiência física está segurando um pincel com a boca e pinta um quadro. Fim da descrição.
Gonçalo Borges é um dos pintores da associação que expõe em São Paulo (Foto: Reprodução)

A Associação dos Pintores com a Boca e os Pés apresenta uma mostra em São Paulo que retrata, em 28 telas, monumentos históricos e pontos turísticos paulistanos, fomentando o interesse pela arquitetura, lazer e cultura desses espaços.

A exposição possui audiodescrição, impressão dos textos em dupla leitura e com fonte ampliada (português e braille) e mobiliário acessível.

A visitação é gratuita e livre para pessoas de todas as idades, que podem conferir as obras até o dia quatro de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados das 13h às 17h, no Memorial da Inclusão, que fica na Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 564 – Portão 10 – Barra Funda – São Paulo. Outras informações podem der obtidas pelo pelo e-mail: memorial@sedpcd.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 5212-3727.

 

Programas educativos para surdos são censurados

O Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), em parceria com a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto, produz e reproduz programas para a TV INES, uma webtv que disponibiliza uma programação diversa e de qualidade em língua brasileira de sinais com legenda e locução.

Após a notícia do exílio do deputado Jean Wyllys, a entrevista que ele concedeu no programa Café com Pimenta ficou indisponível, bem como foram retirados da grade vários episódios do programa Manuário, que fala da vida e obra de teóricos conceituados no mundo todo, como Karl Marx, Friedrich Engels, Gilles Deleuze, Marcel Mauss, Boaventura de Sousa Santos, Friedrich Nietzche, Antonio Gramsci, Jean-Jacques Rousseau, Félix Guattari, Émile Durkheim, Walter Benjamin, Theodor W. Adorno e Marilena Chauí.

Negar acesso a determinadas informações privilegiando outras é censura, além do desrespeito com os surdos que pensaram e produziram o conteúdo divulgado.

Artigo publicado em 29 de janeiro na coluna de Anselmo Gois, do Jornal O Globo, traz mais detalhes sobre o assunto.

 

Lei de Cotas: Uma ação afirmativa

A Lei de Cotas (artigo 93 da Lei 8.213, de 24 de julho de 1991) é a principal ação afirmativa para o ingresso e permanência de trabalhadores com deficiência nas empresas brasileiras.

A Lei de Cotas estabelece a obrigatoriedade de empresas com 100 ou mais empregados a contratar pessoas com deficiência habilitadas ou trabalhadores reabilitados.

O percentual de vagas varia de 2% a 5%, da seguinte forma:

  • 100 a 200 = 2%
  • 201 a 500 = 3%
  • 501 a 1.000 = 4%
  • acima de 1.000 = 5%

A multa pelo seu descumprimento varia de 2 mil 411 reais a 241 mil reais, conforme o grau de descumprimento. É o que diz a Portaria nº 9, de 15 de janeiro de 2019 do Ministério da Economia.

 

Presença de trabalhadores com deficiência no setor

Metalúrgicos de Osasco e região apresentam nova pesquisa sobre presença de trabalhadores com deficiência no setor. A apresentação está prevista para o dia 22 de fevereiro, às 9h, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, localizado na Rua Erasmo Braga, 307 – Presidente Altino – Osasco, próximo à Estação Osasco, da CPTM.

Abraço,

Carlos Clemente

 

Senado passa por obras de acessibilidade para receber Mara Gabrilli

Jovem autista supera preconceito e se forma em medicina  

Os desafios e conquistas da educação de crianças com autismo

 

 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.