Senado passa por obras de acessibilidade para receber Mara Gabrilli

Obras vão garantir acessibilidade para a senadora, que é tetraplégica.

0
557
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. A senadora Mara Gabrilli está na plenária do Senado, durante sessão solene. Mara está ao lado de outros senadores e convidados da solenidade. Mara usa um vestido branco e uma bota bege. Ela está com os cabelos soltos. Mara é uma mulher morena, de pele clara e tem cabelos lisos e compridos. Fim da descrição.
Mara Gabrilli contará com acessibilidade no Senado (Foto: Jonas Pereira / Agência Senado)

As obras de ampliação da acessibilidade no Plenário e nas comissões do Senado estão sendo finalizadas e ficarão prontas antes de 1º de fevereiro, data da posse dos novos senadores e reinício dos trabalhos legislativos. Segundo o diretor-executivo de gestão do Senado, Márcio Tancredi, a Casa está criando as condições para que qualquer pessoa com deficiência em mobilidade possa acessar as tribunas, como está previsto no Plano de Acessibilidade do Senado, que beneficiará a senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), que é tetraplégica.

“Já temos um plano de acessibilidade. Precisamos que as pessoas com deficiência acessem as tribunas. Nós temos sessões especiais e comemorativas, com a participação de pessoas que são obrigadas a falar da plateia. É uma diferença incabível. O acesso de pessoas com deficiência aos plenários da Casa já estava previsto e está sendo oportunizado pela chegada da senadora Mara Gabrilli”, explica Tancredi.

 

Obras de acessibilidade no Senado

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Plenário do Senado passa por obras que vão garantir acessibilidade. Fim da descrição.
Senado passa por obras que vão garantir adaptações (Foto: Waldemir Barreto / Agência Senado)

No Plenário, haverá uma rampa para permitir o acesso a uma das tribunas, que foi feito com aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), já que o edifício do Congresso é tombado.

O trabalho envolve a instalação de uma rampa de aproximadamente sete metros e também contemplam recursos específicos para atender a senadora Mara Gabrilli, como o sistema de votação adaptado.

Outras adaptações

A senadora, eleita por São Paulo, ocupará um gabinete que também está sendo adaptado, localizado ao lado da Presidência da Casa, que é mais próximo ao Plenário.

No Plenário, no lugar destinado à senadora, uma estrutura de madeira foi instalada para acomodar, em uma altura confortável para a operação, o laptop que permitirá a votação por movimento de cabeça, como ela já fazia na Câmara dos Deputados.

Além disso, a senadora terá total autonomia e não precisará de assistência para se identificar e votar. Dois softwares, associados a uma webcam (câmera no computador), permitem mexer o cursor do mouse com movimentos de cabeça. Em um deles, a confirmação é feita por uma mudança na expressão facial. No outro, a permanência do cursor na opção desejada por determinado tempo faz com que ela seja selecionada. A escolha do programa será da senadora. Os softwares que oferecem essas funcionalidades, eViacam e Headmouse, são livres e estão disponíveis na internet.

Nas comissões, o voto poderá ser feito com os mesmos programas. A diferença será quando a votação for secreta, já que nesses colegiados o voto secreto não se dá no posto de cada senador, mas em uma urna eletrônica. Essa urna também está sendo adaptada para permitir a votação com movimentos de cabeça.

 

O mandato de Mara Gabrilli

Eleita com 6,5 milhões de votos, a senadora promete um mandato em defesa da qualidade do gasto público e do combate à corrupção, com a criação de uma comissão permanente e uma frente parlamentar.

Ela destaca ainda que os órgãos de controle têm feito um trabalho eficiente, mas aponta a falta de órgãos que avaliem a qualidade do gasto público e, se houver uma preocupação maior com o modo como os recursos públicos são gastos, o Brasil pode dar um salto na qualidade da sua estrutura e de seus serviços públicos, fazendo “mais com menos”.

Mara Gabrilli ressalta que manterá sua bandeira clássica, que é a defesa dos direitos das pessoas com deficiência. “Defender o direito das pessoas com deficiência é defender o público mais vulnerável desse país e isso acabou me credenciando para defender o direito de todo o cidadão brasileiro”, afirma.

 

Acessibilidade nas salas das comissões

Em várias salas de reuniões de comissões, as obras que estavam previstas no Plano de Acessibilidade já foram finalizadas. Em todas elas foram instaladas bancadas adaptadas para que qualquer parlamentar com deficiência possa utilizá-las sentado em sua cadeira de rodas.

Em cada colegiado foi construída uma rampa para facilitar o acesso à bancada da Mesa. A Secretaria de Infraestrutura aproveitou e também construiu uma rampa na área das comissões destinada ao público externo. A iniciativa beneficiará pessoas com deficiência física e visual.

Fonte: Agência Senado

 

Jovem autista supera preconceito e se forma em medicina  

Os desafios e conquistas da educação de crianças com autismo

Conheça a cafeteria que tem funcionários com síndrome de Down

 

 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.