Jovem desenvolve layout de streaming para criança autista assistir ‘Procurando Nemo’

Após ver apelo da mãe da criança na internet, analista de suporte técnico reproduz página da Netflix com o filme.

0
157
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Fernanda e seu filho Miguel. Eles estão abraçados. Fernanda é uma mulher morena, de pele calara e está com os cabelos presos. Miguel é um menino branco, de cabelos loiros. Ele usa uma camiseta azul e está sorrindo. Fim da descrição.
Fernanda com o filho Miguel (Foto: Arquivo pessoal)

Quando a gente menos espera, se depara com uma história linda que nos faz acreditar na força da corrente do bem. Na semana passada, após ver o desespero de seu filho Miguel, de 6 anos, por não encontrar o filme ‘Procurando Nemo’ no catálogo da Netflix, a confeiteira Fernanda Torres, de Sorocaba (SP), publicou um apelo nas redes sociais e contou com a ajuda de um jovem, que desenvolveu um layout similar à página inicial do serviço de streaming para a criança, que é  autista, assistir seu filme preferido.

Segundo Fernanda, o filho ficou muito nervoso e chorava muito. “Ele chegou ao ponto de bater no rosto e ficava repetindo as falas do filme para me fazer tentar lembrar. Na cabeça dele, eu ia fazer voltar o desenho lá. Então, escrevi no Facebook”, explica.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Print das conversas de Fernanda com Rodrigo. Fim da descrição.
Conversa de Fernanda com o analista Rodrigo (Imagem: Reprodução)

Após tomar conhecimento do drama do menino e de sua mãe, o analista de suporte técnico Rodrigo Lima, 22 anos, morador de Carapicuíba (SP), se ofereceu para desenvolver o layout do serviço de streaming com o filme favorito de Miguel. Desta forma, ele poderia acessar o filme em uma página similar à home da Netflix.

“As pessoas falavam que era frescura, mas daí ele apareceu com a solução e foi maravilhoso, no meio de tanta gente falando besteira”, completa Fernanda.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Print da página reproduzida do serviço de streaming Netflix, com o filme Procurando Nemo. Fim da descrição.
Página reproduzida por Rodrigo, do serviço de streaming, com o filme Procurando Nemo (Imagem: Reprodução)

Mesmo sem conhecer a família ou mesmo ter contato com pessoas que tem autismo, Rodrigo ficou sensibilizado com o relato de Fernanda, e se dispôs a ajudar. “Tive a ideia de tirar um print do layout e fazer de um modo que ficasse parecido. Não conheço ninguém com autismo, mas entendi a dificuldade e quis fazer para ajudar. Não achei que ia ter repercussão, porque sou uma pessoa tímida”, conta o jovem, que levou dois dias para personalizar o material e enviar para a mãe do menino.

 

Conheça a empresa que mais contrata profissionais com autismo

App estimula crianças com autismo

Comercial emociona ao mostrar mundo de criança com autismo 

 

 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.