Acessibilidade a toda prova no Museu da Energia de São Paulo

Acompanhamos a visita de Ismael da Silva, que é cego, para testar a acessibilidade do Museu da Energia de São Paulo.

0
304
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Close das mãos do jornalista Ismael da Silva, que está tateando peças que compõem a mostra tátil do Museu da Energia de São Paulo. A peça que ele está tateando representa um dos desenhos do piso do museu. Fim da descrição.
O jornalista Ismael da Silva durante visita para testar a acessibilidade no Museu da Energia de São Paulo (Foto: Divulgação)

Na semana em que foi comemorado o Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Visual, recebemos um convite da equipe de comunicação do Museu da Energia de São Paulo para acompanhar a primeira visita do jornalista e artesão Ismael da Silva, 51 anos, que é cego, a um museu, e aproveitamos para testar sua acessibilidade.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. O jornalista Ismael da Silva, que é cego, está tateando objetos adaptados da mostra tátil no Museu da Energia de São Paulo ao lado da educadora do museu. Ismael é um homem moreno e tem cabelos pretos na altura dos ombros. Ele está usando óculos escuros e uma camisa polo azul com gola branca. Fim da descrição.Ele, que mora na cidade de Praia Grande, no litoral paulista, nunca havia visitado um museu até então e se surpreendeu positivamente ao constatar tantos recursos disponíveis para viabilizar seu acesso às obras.

“Eu sempre ouvi falar sobre museus e que eles tinham acessibilidade para pessoas com deficiência visual, mas nunca tive a oportunidade de testar tantas adaptações assim, de perto. Até mesmo porque nunca tinha ido a um museu antes. A experiência foi ótima e vou começar a frequentar os museus”, explica Ismael.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. O jornalista Ismael da Silva, que é cego, está em uma ala do Museu da Energia de São Paulo, ao lado da educadora do museu. Eles estão envoltos a uma moldura formada pelas paredes do museu. Fim da descrição.Localizado no Centro de São Paulo, o Museu da Energia integra a Fundação Energia e Saneamento, que oferece à comunidade outras unidades de museus que têm como foco a a energia no Brasil e no mundo, em apresentações didáticas e divertidas para atender a todos os públicos.

Fazem parte da rede unidades do Museu da Energia nas cidades de Itu e São Paulo, além de quatro usinas-parque e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) localizadas nos municípios de Rio Claro, Salesópolis, Santa Rita do Passa Quatro e Brotas.

 

Acessibilidade no Museu da Energia

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. O jornalista Ismael da Silva na entrada do Museu da Energia de São Paulo, ao lado da educadora do museu. Eles estão conversando ao lado envoltos a uma moldura formada pelas paredes do museu. Fim da descrição.O Museu da Energia de São Paulo dispõe de mapas e placas táteis, além da reprodução em 3D de objetos de acervo expostos e livro braile. “Achei bem bacana poder conhecer até o desenho do piso e das grades do museu por meio do tato. Foi algo realmente surpreendente, ter acesso a tantos recursos de acessibilidade”, conta Ismael, que é cego desde o nascimento.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. O jornalista Ismael da Silva, que é cego, está tateando o mapa tátil do Museu da Energia de São Paulo. Ismael é um homem moreno e tem cabelos pretos na altura dos ombros. Ele está usando óculos escuros e uma camisa polo azul com gola branca. Ele está sorrindo. Fim da descrição.Além de garantir autonomia para os visitantes com deficiência visual, o museu conta ainda com acessibilidade para pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida e com uma apresentação em Libras para pessoas com deficiência auditiva.

No site do museu é possível conferir a apresentação da educadora Priscila Souza com informações sobre a história e a arquitetura do casarão oitocentista que abriga o Museu da Energia de São Paulo, nos Campos Elíseos, a memória do bairro e a mediação dos conteúdos apresentados na exposição de longa duração ‘Tempos de Energia: São Paulo em transformação’.

 

A história do Museu da Energia de São Paulo

Inaugurado em 2005, o Museu da Energia de São Paulo é um espaço aberto à comunidade. Em suas salas, equipamentos interativos e atividades como jogos e projeções de filmes convidam os visitantes de todas as idades a participar de experiências científicas e a refletir sobre questões atuais envolvendo o tema da energia e seu futuro.

A história da expansão urbana e industrial da cidade de São Paulo nos últimos 150 anos também está presente nas salas do museu.

O edifício-sede do museu é outra atração. Construído entre 1890 e 1894, quando o bairro dos Campos Elíseos era o endereço mais sofisticado da cidade, o palacete foi residência de Henrique Santos Dumont, irmão do aviador Alberto Santos Dumont e um dos homens mais ricos do Brasil na época.

A visita ao Museu da Energia de São Paulo vale muito a pena, inclusive para crianças, que terão a oportunidade de entender bem como funciona a ‘mágica’ para a iluminação chegar nas lâmpadas e tomadas de casa.

O museu está localizado na Alameda Cleveland, nº 601, na região central e o funcionamento é de terça a sábado, das 10 às 17 horas, com entrada gratuita.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3224-1489. Já quem quiser agendar uma visita individual ou de um grupo pode enviar e-mail para: saopaulo@museudaenergia.org.br.

 

 

Laís Souza e Fernando Fernandes se encontram em quadro do Fantástico

CDH vota projetos pelos direitos das pessoas com deficiência

Entenda as deficiências no século XXI  

 

 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.