Bengala Verde: Conheça o movimento de conscientização da baixa visão

0
1866
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Três mulheres, com baixa visão, estão caminhando em um corredor, com piso podotátil. Duas delas estão usando bengalas brancas, e uma delas, usa uma bengala verde. Fim da descrição.
Movimento Bengala Verde, promove conscientização sobre as necessidades das pessoas com baixa visão (Foto: Divulgação/Laramara)

Você sabia que, segundo dados divulgados pelo IBGE, no Brasil existem cerca de 6 milhões de pessoas com deficiência visual, mais especificamente, com baixa visão. Conheça o movimento Bengala Verde, idealizado para promover a conscientização sobre baixa visão.

Mesmo com uma capacidade de enxergar muito reduzida, essas pessoas utilizam sua visão em diferentes tarefas da rotina, porém, algumas situações, como usar filas ou assentos preferenciais, geram desconfiança, desconforto e constrangimento.

 

Movimento Bengala Verde

O Movimento Bengala Verde foi criado em 1996, pela professora argentina Perla Mayo, com o objetivo de identificar as pessoas com baixa visão.

Atualmente, o movimento ganhou destaque em diversas partes do mundo e atua no esclarecimento para a sociedade sobre as necessidades específicas das pessoas com baixa visão.

No Brasil, o Bengala Verde é impulsionado pelo Grupo Retina São Paulo e vem ganhando grande destaque, além de ter conquistado o apoio de importantes instituições, entre elas, a Organização Nacional de Cegos do Brasil e a Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual.

Para quem não sabe, a utilização da bengala na cor verde tem o objetivo de identificar as pessoas com baixa visão, além de ser um recurso importante para a mobilidade, autonomia e inclusão social dessas pessoas.

Segundo Nelma Meo, especialista em Orientação e Mobilidade, a Bengala Verde trouxe uma mobilização importante para as pessoas com baixa visão. “Existem inúmeras experiências vivenciadas por estas pessoas na busca de autonomia, independência e inserção social, nem todas agradáveis, pois a sociedade ainda não as reconhecesse como parte de um grupo de pessoas com deficiência visual. Inclusive, existe uma concepção errônea de que somente as pessoas com cegueira é que usam a bengala longa. Muitas pessoas com baixa visão precisam deste recurso para uma orientação e mobilidade segura”, explica.

 

Como identificar pessoas com baixa visão

A pessoa com baixa visão, deficiência visual leve ou moderada, é aquela que apresenta, após tratamento ou correção óptica, diminuição de sua função visual e tem valores de acuidade ou campo visual muito reduzidos, porém usam ou são potencialmente capazes de utilizar a visão para o planejamento ou execução de uma tarefa.

Dentre o grupo de indivíduos nessa condição, há variações: alguns conseguem ler um texto com letras ampliadas; outros necessitam se aproximar muito do texto para conseguir ler; alguns detectam apenas grandes formas; outros tem dificuldade com cores ou contrastes, enfim, diferentes possibilidades e necessidades.

Além disso, essas pessoas podem utilizar o computador com ampliadores de tela, por exemplo, e, dependendo do grau residual de visão, também acabam utilizando os softwares leitores de tela e os recursos de alto contraste.

 

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

. Cavaleiro e cavalo cegos se destacam em provas de hipismo

. Curta-metragem divulga app para pessoas com deficiência visual

Conheça os blocos de montar adaptados

 

 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.