Inclusão Eficiente SP promove programa internacional

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. A imagem tem uma mulher que está sentada em uma cadeira de rodas estilizada, com penas e plumas de pavão, na parte traseira. A mulher é morena, com pele clara. Ela usa uma roupa preta, com detalhes pinks no busto. Seus cabelos são castanhos, compridos, ondulados e estão soltos. A imagem é dividida em duas partes. Na parte esquerda ela tem fundo preto e na parte direita ela tem cor pink, o que causa um grande impacto visual. Fim da descrição.
Apresentação de dança de Auti Angel (Foto: Reprodução)

Por: Vanessa Madaschi*

Na semana do dia 23 ao dia 30/06, pude estar na cidade de Chicago, nos EUA, acompanhando um grupo de brasileiros para visitas internacionais à feira, clínicas, centros de reabilitação, universidade e lojas especializadas. Todo esse programa foi organizado pela Inclusão Eficiente SP.

Iniciamos o programa com visita à Abilities Expo, onde além de visitarmos os estandes dos expositores, pudemos acompanhar workshops com diferentes possibilidades de intervenções terapêuticas, sobre programas intensivos. Um aspecto curioso é que a feira era menor do que o imaginado, mas vimos coisas muito interessantes e principalmente vimos muitas crianças fazendo uso de diversos recursos. Isso talvez tenha sido um dos grandes destaques: notar o quanto esses equipamentos já estão nas ruas, desde softwares de comunicação alternativa a cadeiras automáticas muito personalizáveis, além de equipamentos de lazer, como triciclos, com os quais as crianças passeavam alegremente pelo recinto, dando vida ao evento.

Nos dias seguintes visitamos dois centros de reabilitação de crianças e adolescentes com desordens motoras e perceptuais e transtornos do espectro autista. A clínica Pathways e a Easter Seals. De maneira resumida, assumem um importante compromisso social com a disseminação da informação e conhecimento, realizam programas intensivos e de extensão ao longo do desenvolvimento, em diferentes abordagens terapêuticas, com enfoque principal no Conceito Bobath e integração Sensorial, realizando o follow-up de bebes de rico e com alterações do desenvolvimento, promovendo a máxima oportunidade para as pessoas se desenvolverem, com enfoque em máxima independência e funcionalidade, de acordo com as potencialidades individuais.

Pudemos observar terapias com enfoque em integração sensorial na clínica Focus on Kids Too, onde fomos docemente recebidos por uma das terapeutas ocupacionais de referência na área de formação em integração sensorial chamada Rosa Obregon. Nesse dia pudemos discutir e entender melhor a abordagem em múltiplos sistemas ao mesmo tempo, com uma abordagem integral da pessoa.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Pessoas com e sem deficiência física estão em uma área brincando com carros de controle remoto. Todos podem manusear o controle, desenvolvido com acessibilidade por Justin LeClaire. Os personagens são, em ordem de localização: uma menina pequena que está sentada em sua cadeira de rodas; um menino que está ajoelhado no chão; e, mais ao fundo, um jovem com deficiência física que é auxiliado por um homem e uma mulher. Fim da descrição.
Automóveis com controle adaptado apresentado por Justin LeClaire, da Axon RC (Foto: Reprodução)

Seguindo a parte acadêmica, visitamos a Universidade de Illinois e conhecemos o programa de mestrado e doutoramento na área de Terapia Ocupacional.

Para encerrarmos os últimos dois dias desse programa internacional, montamos um workshop com duas outras terapeutas de referência na área: Susan A. Stallings-Sahler, Ph.D., OTR/L, FAOTA e Oacy Veronesi, OT, instrutora sênior pela NDTA,onde abordaram a intervenção de Integração Sensorial com o Conceito Neuroevolutivo Bobath, difundindo a responsabilidade em tratar crianças com deficiência de maneira integral, traçando objetivos, a partir de medidas de avaliações contínuas, a curto, médio e longo prazos. O ponto alto desse workshop foi a participação de uma pessoa com paralisia cerebral tratada desde criança por uma dessas terapeutas, colocando brilhantemente o lado das pessoas que recebem intervenções ao longo da vida. Hoje Aimmee Halstuk mora sozinha, é independente, gerencia sua vida, sua demandas de trabalho, lazer e seus afetos como qualquer outra pessoa da mesma idade. Isso é fantástico e exatamente nos dá clareza e direcionamento para continuarmos nossa luta e intervenção por melhores condições de tratamento, de inclusão educacional, de acessibilidade e de equidade, na ampliação de uma sociedade de direitos.

Como empresa, organizar um programa internacional desse porte, num momento econômico atribulado para o Brasil, foi um grande desafio. Ao final, a sensação é de grande realização. Reunimos uma equipe com profissionais de diferentes estados e até mesmo uma terapeuta que atualmente vive em Nova Iorque. Profissionais com diferentes demandas, expectativas e vivências, mas todos com um objetivo comum: compartilhar experiências, ampliar olhares, aprender com o fazer do outro e inovar continuamente.

Para quem trabalha com vidas, ter essa disposição é fundamental. É com o fazer do outro que repensamos e aprimoramos nossas práticas. E às vezes à distância até vemos melhor o que de bom temos por aqui. E o que ainda precisamos mudar.

Pessoalmente foi uma semana igualmente enriquecedora. Uma imersão em funcionalidade, participação, autonomia numa cidade que já na arquitetura respeita os espaços de todos. Falaremos mais sobre participação e o papel dos profissionais de reabilitação nesse planejamento nos próximos textos. Até mês que vem!

 

Descrição da imagem #PraCegoVer: A imagem está no formato retangular, na vertical. Nela está a colunista Vanessa Madaschi. Ela é uma mulher loira e está com uma camisa preta com detalhes brancos. A imagem tem um recorte de perfil. Fim da descrição.
Foto: Jansey Oliveira

*Vanessa Madaschi é Terapeuta Ocupacional, mestre e doutoranda em Distúrbios do Desenvolvimento. Atua na Inclusão Eficiente em São Paulo.

 

 

 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.