PAC: Instituto conta com três unidades em São Paulo

0
2781
Descrição da imagem #PraCegoVer: A imagem está no formato retangular, na horizontal. Nela, está o logo do PAC. No lado esquerdo está uma casa, formada por peças de quebra-cabeça, nas cores laranja, verde, azul e pink. Ao lado está a palavra PAC, em letras maiúsculas e na cor preta. Na parte de baixo da imagem está escrito Projetos Amigos das Crianças. Fim da descrição.
PAC tem três unidades de atendimento em São Paulo (Foto: Reprodução)

Idealizado em 2003, o Projetos Amigos das Crianças (PAC) foi criado por um grupo de amigos, que decidiu se organizar e visitar abrigos e orfanatos, de forma voluntária, com o objetivo de levar algum conforto a crianças e adolescentes carentes.

O que começou como visitas e brincadeira foi crescendo e tomando a forma de um projeto mais maduro, até que em outubro de 2006, o PAC foi fundado, com base nos preceitos do amor, da compaixão, da confiança, da honestidade, da integridade, da qualidade, do respeito e da transparência.

Uma equipe de 70 funcionários formais e cerca de 50 voluntários prestam serviços pautados nas diretrizes do Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito de Crianças e Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária, nas unidades, localizadas na região de Pirituba, bairro da zona oeste de São Paulo.

Mas, ainda falta mão de obra. “O que mais precisamos hoje é de voluntários que possam se dedicar de forma integral ao projeto, como oficineiros, por exemplo”, garante a gestora da Casa do PAC II, Fernanda Figueiredo Batista.

Unidades
O Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e adolescentes (SAICA) – Casas do PAC I e II, acolhe atualmente 37 crianças e adolescentes com idade entre zero e 18 anos. Já no Centro para Crianças e adolescentes (CCA) – Amigos das Crianças do São Domingos, são desenvolvidas atividades esportivas, socioeducativas, culturais, oficinas lúdicas, oficinas de geração de renda para as famílias e atendimento psicossocial para crianças e adolescentes com idade entre seis e 15 anos, enquanto o Serviço de Assistência Social à Família e Proteção Social Básica no Domicílio (SASF), atende cerca de 800 pessoas, entre famílias e beneficiários de programas sociais, além de pessoas com deficiência e idosos em situação de vulnerabilidade e risco social.

Como ajudar:
Quem puder, pode contribuir apadrinhando uma criança; fazendo doações de itens de primeira necessidade; atuar como voluntário; ser oficineiro; doar os créditos da nota fiscal paulista; ou ainda, doar por meio de depósito bancário ou via Pagseguro.

PAC: projetopac.org.br

 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.