O som e a sílaba: musical retrata o autismo

0
223
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. As atrizes Alessandra Maestrini e Mirna Rubim, protagonistas do musical O som da sílaba. Fim da descrição.
Musical foi escrito especialmente para as atrizes Alessandra Maestrini e Mirna Rubim (Foto: Divulgação)

Nesta semana, estreia em São Paulo (SP), o espetáculo O som e a sílaba. Escrito e concebido por Miguel Falabella especialmente para Alessandra Maestrini e Mirna Rubim, cantoras-atrizes com registro lírico, o musical retrata o autismo, na história de Sarah Leighton.

A protagonista tem autismo altamente funcional, com habilidades específicas em algumas áreas, entre elas, a música. A trama aborda, de forma peculiar, sua relação com a professora de canto Leonor Delis.

Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na vertical. As atrizes Alessandra Maestrini e Mirna Rubim, protagonistas do musical O som da sílaba. Fim da descrição.
Peça mostra amizade entre mulher que tem autismo e sua professora (Foto: Divulgação)

Após a morte dos pais, Sarah busca alguém que lhe ajude a dar algum sentido à sua vida. A jovem tem consciência de suas limitações nas relações pessoais e sabe que precisa romper as barreiras do transtorno para se ajustar ao mundo. Em sua busca por autonomia, ela lista suas habilidades, entre elas, o cantar.

Em cena, a música une essas duas mulheres e esse encontro mudará definitivamente a trajetória de ambas. Recheada com árias, duetos e trechos célebres do bel canto, O som e a sílaba celebra a grandeza e mistério da mente humana e seu inexorável avanço em sua aventura na terra.

 

Serviço:

O som e a sílaba

Dia/hora: de 6/10 a 26/11; 6ª e sáb., às 21h; dom., às 19h

Local: Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos)
Duração: 90 minutos

Preço: de R$ 45 a R$ 120

 

Outras notícias sobre Autismo

. Autismo: diagnóstico e intervenção precoce

. O que aprendi no atendimento de pessoas com autismo

. Estudo revela que excesso de vitamina pode aumentar risco de autismo

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here