Seleção brasileira disputa Aberto de Natação em Berlim

0
478
Descrição da imagem #PraCegoVer: Imagem no formato retangular, na horizontal. Nela está o atleta Felipe Caltran. Ele está dentro de uma piscina, durante seu treino de natação. Fim da descrição.
O atleta Felipe Caltran é um dos destaques brasileiros (Foto: Alexandre Urch / CPB / MPIX)

A delegação brasileira que representará o país no Aberto de Berlim de Natação Paralímpica (IDM Berlin) embarca neste domingo, 02/07, para a capital alemã. O grupo é formado por 12 atletas, todos eles da seleção de jovens. A competição acontece entre os dias 06 e 09/07, faz parte da World Series do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, sigla em inglês), um conjunto das principais competições da modalidade do ano.

A equipe brasileira, apesar da juventude, já tem experiência acumulada nas principais competições da modalidade. Entre os 12 convocados, quatro estiveram nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Também há entre os nadadores da delegação aqueles que já competiram no Mundial de Glasgow 2015, nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015 e no Parapan de Jovens São Paulo 2017.

O técnico-chefe da seleção, Leonardo Tomasello, acredita que a competição será um cenário perfeito para amadurecer os jovens atletas. “É um campeonato bem conhecido, e tem um formato legal, com final exclusiva para atletas jovens. Então possivelmente os nossos nadadores vão competir em duas finais. E queremos dar experiência internacional para eles nesses dois primeiros anos do ciclo para Tóquio 2020”, explica o treinador.

As provas em Berlim também são chances para os atletas alcançarem o índice para o Campeonato Mundial da modalidade, que será disputado na Cidade do México, entre 29/09 e 06/10.

No grupo brasileiro, um deles, Felipe Caltran, classe S14 (deficiência intelectual), já tem o lugar garantido para o Mundial do México. Contudo, Tomasello acredita que outros nadadores podem alcançar a marca mínima no Aberto de Berlim. “Essa seleção de jovens é muito boa e tem um nível muito forte. Estamos esperando que um ou dois índices já saiam por lá. Tem uns atletas, como Andrey Garbe (S9) e Beatriz Borges (S14), que já estão muito perto da vaga. Já dominam as provas aqui no Brasil e seria muito bom ter mais jovens no Mundial”, observa o técnico-chefe.

Confira a lista dos convocados!

 

 

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here