Laramara promove inclusão por meio da educação

1
881
Descrição da imagem #PraCegoVer: A imagem está no formato retangular, na horizontal. Nela, uma educadora auxilia três crianças com deficiência visual por meio de brincadeiras. Fim da descrição.
Laramara trabalha pelo desenvolvimento educacional de alunos cegos (Foto: Gui Galissi)

O número de estudantes com deficiência visual cresce a cada ano na rede regular de ensino. De acordo com o Censo Escolar do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) Anísio Teixeira, cerca de 70 mil alunos com deficiência visual estão nas salas de aula no Brasil, o que transcende a importância de promover a inclusão escolar e a diversidade na escola.

Para acolher todos os alunos no mesmo espaço, o sistema educacional brasileiro passou por grandes mudanças nos últimos anos e adotou a Escola Inclusiva para garantir a convivência e a aprendizagem igualitária. Mesmo com avanços significativos, o processo de promover políticas públicas e sociais de inclusão escolar ainda é um desafio a vencer no país.

Com o objetivo de assegurar os diretos dos alunos com deficiência visual, a Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual promove ações que fortalecem a relação entre escola, família e comunidade para garantir o processo de educação e o desenvolvimento integral do estudante com deficiência visual. Nesta iniciativa, a ONG oferece atendimento educacional especializado, que inclui encontros frequentes com as instituições de ensino, capacitação de professores, promoção de conteúdo informativo à sociedade, acompanhamento do aluno semanalmente e suporte à sua alfabetização.

Nessa rede em prol da inclusão, a Laramara ainda oferece atividades socioeducativas e culturais organizadas por faixa etária, além de ensinar os pais a confeccionarem brinquedos e jogos adaptados e a importância do brincar para a aprendizagem das crianças e jovens da instituição.

“A contribuição da Laramara neste contexto é enorme, pois é uma das poucas instituições que está afinada com a proposta de uma escola de qualidade para todos e compreende que este processo não será possível sem a participação direta da família, dos professores e da comunidade”, afirma a coordenadora da Laramara, Nelma Meo.

Em 25 anos de atuação, a Laramara também está entre as mais atuantes instituições especializadas no atendimento e na inclusão das pessoas com deficiência visual na América Latina. Com sua equipe multidisciplinar, oferece diversos programas nas áreas socioassistencial e socioeducativa com ações complementares e atividades específicas essenciais à aprendizagem e ao desenvolvimento dessa parcela da população.

Máquina braile
Para assegurar o acesso à educação, em 2004, a instituição também nacionalizou a produção de máquinas de escrever em braile, tornando-se a única fabricante dessa tecnologia em toda América Latina e a 5ª no mundo. Desde então, conseguiu doar, por meio de campanhas de arrecadação, mais de 7 mil equipamentos para crianças e jovens carentes com deficiência visual.

“No processo de alfabetização, a máquina braile representa para o aluno com cegueira o mesmo que o caderno e o lápis representam para o aluno vidente”, comenta a professora especializada em educação inclusiva da Laramara, Eliana Paulino.

Todos os projetos oferecidos pela Laramara são gratuitos e mantidos por doações de pessoas físicas e empresariais.

 

Portal Acesse

1 COMMENT

  1. Como conseguir capacitação e apoio da Laramara para escolas públicas de Minas Gerais,em São Gotardo?Temos duas alunas cegas,uma já alfabetizada,cursando o terceiro ano e outra na educação infantil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here