Instituto promove aulas de tecnologia para idosos

0
2220
Descrição da imagem #PraCegoVer: A imagem está no formato retangular, na horizontal. Nela, uma idosa está sentada em uma sala de aula, manuseando um telefone celular. Fim da descrição.
Aulas para aprender a usar o smartphone é um sucesso (Foto: Henrique Fontes)

Desde sua fundação, o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, no interior de São Paulo, já atendeu cerca de oito mil pessoas, ao longo dos últimos dez anos.

Entre as atividades promovidas estão aulas de robótica para crianças; programação de computador para adolescentes; coral e manuseio de tablets e smartphones para idosos.

“Ao oferecer atividades como essas, nós atuamos na educação, que pode ser medida pelas transformações que ela proporciona. Isso vai fazer a diferença, pois aqueles que recebem esse conhecimento estão num processo de evolução e também irão transformá-lo”, explica a professora do ICMC, Solange Rezende.

Um dos cursos de extensão mais recentes criados pelo ICMC foi o de práticas com tablets e celulares, que ensina os idosos a lidar com essas tecnologias não tão comuns em seu dia a dia.

Descrição da imagem #PraCegoVer: A imagem está no formato retangular, na horizontal. Nela, está o idoso Antonio Zanette. Ele está em uma sala de aula e sorri. Fim da descrição.
Para Antonio Zanette, o importante é aprender sempre (Foto: Henrique Fontes)

“A vida não se acaba com muita idade, eu quero me atualizar e aprender sempre”, conta Antonio Zanette, de 76 anos, que participa do curso. Quem também está gostando das aulas é Maria Inês Sega, 70 anos. Antes de participar da iniciativa, ela sabia apenas ligar e desligar o celular, hoje já consegue se comunicar com a família por meio das redes sociais e faz um elogio aos monitores do curso: “Fico admirada em ver a paciência com que eles nos tratam. Eles sabem tudo sobre tecnologia e conseguem descer no nosso patamar, passando uma energia muito boa”.

Coordenado pelas professoras Maria da Graça Pimentel e Renata Pontin, a primeira edição do curso ocorreu no primeiro semestre de 2015. Durante as aulas, alunos de mestrado e doutorado do Instituto auxiliam os idosos com as atividades propostas e analisam o desempenho obtido por eles para aplicar os resultados em suas pesquisas. Sandra Rodrigues foi monitora do curso e concluiu recentemente seu mestrado pelo ICMC, no qual estudou acessibilidade e usabilidade na web com foco em idosos. “Poder constatar a evolução dos nossos alunos e perceber que conseguimos inseri-los no mundo digital é muito gratificante”, relata.

Por: Henrique Fontes

Portal Acesse

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here